Você conhece a medicina tradicional chinesa?

Compartilhe

Provavelmente, você conhece alguma técnica oriunda da medicina tradicional chinesa (MTC). Isso porque algumas delas já são utilizadas na medicina ocidental como tratamentos complementares para várias doenças. Nesse artigo, você vai saber quais são essas técnicas chinesas e entender mais sobre os conceitos e as indicações desse método.

O que é a medicina tradicional chinesa?

A MTC nasceu na China há mais de 2 mil anos atrás, antes mesmo da medicina ocidental ser introduzida no país. Essa prática foi desenvolvida a partir de várias técnicas antigas utilizadas para tratar diferentes tipos de problemas de saúde. O primeiro registro encontrado sobre ela está no Livro do Imperador Amarelo, escrito cerca de 200 a.C. Nessa anotação, estão relatos sobre as doenças da humanidade, as causas e os tratamentos.  A medicina ocidental tradicional percebe o corpo humano como uma máquina composta por diferentes sistemas que apresentam falhas e precisam ser consertados. Já a medicina tradicional chinesa divide o corpo humano em equilíbrio, energia e harmonia. No conceito chinês, as doenças e os distúrbios do corpo são resultado da interrupção ou de algum desvio no fluxo da força vital (QI) pelo corpo. O QI representa a energia do corpo humano e é dividido em yin (forças negativas) e yang (forças positivas). Essas forças se manifestam pelo organismo na forma de calor, frio, interno, externo, deficiência e excesso. Para que o corpo funcione bem, o yin e o yang precisam estar em equilíbrio. Entre os princípios básicos da MTC está o de que o corpo é um sistema integrado, ou seja, as emoções, o espírito, a mente e o físico estão interligados e precisam ser observados como um só. Além disso, entende-se que todas as pessoas têm a capacidade natural de autocura.

Quais as terapias que fazem parte da Medicina Tradicional Chinesa?

A MTC é composta por diferentes técnicas que têm por objetivo promover/manter o equilíbrio do QI. O método mais conhecido no Ocidente é a acupuntura, a famosa terapia que utiliza agulhas para promover o alívio de dores e o relaxamento muscular. Além disso, também fazem parte a ventosaterapia, moxabustão, meditação, Tai Chi Chuan e a combinação de várias ervas para a confecção de chás medicinais (fitoterapia)

Quando ela é indicada?

Cada técnica utilizada na medicina tradicional chinesa pode ser indicada para diferentes tipos de distúrbios e doenças. Os mais comuns são:

  • Acupuntura: tratamento de doenças respiratórias, alívio de dores em geral, relaxamento muscular, ansiedade, depressão e outros transtornos psicológicos;
  • Ventosaterapia: indicada para tratar bronquite, insolação e problemas provocados pelo clima quente;
  • Fitoterapia: recomendada para tratar a síndrome do intestino irritável, artrite reumatóide e outros distúrbios;
  • Moxabustão: indicada para melhorar o funcionamento dos órgãos. Além disso, pode tratar doenças crônicas de pele, enxaqueca, depressão, insônia, asma, resfriado e até cólicas menstruais;
  • Tai Chi Chuan: indicado principalmente para idosos, melhora a força muscular e dos ossos, aumenta a flexibilidade e diminui as dores provocadas pelas artrites, artroses e contraturas musculares.

A medicina tradicional chinesa agregou muito valor à medicina ocidental, trazendo novos métodos que proporcionam muitos benefícios ao tratamento de diversas doenças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top